Palmares de Rocha vistos de um paramotor

22 de novembro de 2017

Há um lugar por entre os pampas uruguaios que a natureza ousou e decorou com o maior capricho.

Localiza-se na província de Rocha, nas proximidades de Castillos, onde em uma area de aproximadamente 70.000 hectares cresceu, de forma agrupada, milhares de palmeiras de butiá que possuem até 300 anos de idade. É um ecossistema único e de tão diferenciado, foi declarado como patrimônio mundial da Unesco.

Quando ficamos sabendo desse fenômeno lindo da natureza, despertou-nos o desejo de avista-lo do alto, pois com a altura dessas palmeiras (chegam a 9 metros), imaginamos que sua sombra criaria um contraste sem igual nesta paisagem ao entardecer.

Dito e feito: voamos, fotografamos e as imagens captadas superaram nossa expectativa. Mas não imaginávamos que seria tão difícil, pois o vento estava muito forte e mesmo que voamos ao entardecer, pelas 18h, térmicas muito fortes ainda desprendiam-se do solo, deixando o voo muito turbulento. Para manusearmos a camera fotográfica, foi necessário soltar as mãos dos batoques do parapente (controladores de direção) e o acelerador do paramotor, travado em meia rotação, ficou largado sobre as pernas. Com aquele chacoalhar todo, foi um dilema fazer as fotos. Mas mesmo com a turbulência, o voo foi seguro e pudemos comemorar em solo mais essa missão cumprida.

Quanto aos palmares, infelizmente estão ameaçados, pois nessa extensa area onde se encontram, cria-se gado e este come o fruto do butiá, dificultando assim a sua reprodução.

Deixe o seu comentário

Seu email não será publicado ou partilhado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

*
*



Um comentário. Confira:

  • Éhhh, nosso Brasil também tem coisas lindas.

    Gilson Machado

Patrocinador

Apoiadores

Victória Motor Homes
Xthor
Sol Paragliders
EBPM

2013 © Mundo por Terra

www.scriptsell.netLargest Online Shopping and Fashion Network