O mundo de um outro ponto de vista!

8 de junho de 2014

Há dois anos atrás, tivemos conhecimento de um livro espetacular de fotografias. Seu nome é Eyes Over Africa, de Michael Poliza. Michael e sua equipe sobrevoaram o continente africano do Egito à Africa do Sul em um helicóptero e fizeram imagens simplesmente maravilhosas, de um ponto de vista que não somos acostumados a ver – do ar! Vendo aquelas imagens deslumbrantes, o sonho de fazer algo similar veio de pronto, mas tinha um problema razoável a driblar: a aeronave teria que ser um pouco mais acessível que um helicóptero, tanto de tamanho, quanto de custo.

Roy é paraquedista há mais de vinte anos, então voar já estava no seu sangue, mas sempre sonhou em achar uma forma mais simples de voar, que não dependesse de aeroportos, aviões ou outras grandes infra-estruturas complexas. Essa forma, talvez, teria que caber dentro de uma mochila!

Um belo dia, sentados no sofá de casa, assistíamos um programa de esportes na TV, no qual passou uma matéira sobre uma quebra de recorde de altitude em um paramotor. Paramotor??? O que era aquilo??? Não conhecíamos esta pequena aeronave até então. Reconhecemos de cara que aquilo seria a solução tão sonhada: voar com algo que pudéssemos levar dentro de nosso carro em nossa segunda viagem de volta ao mundo.

É incrível como as coisas conspiram quando desejamos algo de verdade! Quando participávamos da Adventure Sports Fair 2013, conhecemos o Heitor Carvalheiro, um dos integrantes da próxima expedição de volta ao mundo da Familia Schurmann – Expedição Oriente. Quando o Roy falou ao Heitor sobre o paramotor e do sonho das imagens aéreas, ele logo disse: – Roy, eu voo de paramotor e será essa uma das minhas principais atribuições na Expedição Oriente. E o que isso significava para nós??? Um “sim, é possível voar um paramotor e fazer imagens aéreas”. A Michelle deixou bem claro desde o começo, que também gostaria de voar.

De volta a São Bento iniciamos as pesquisas de como viabilizar esse sonho e por indicação do amigo Guido, piloto de parapente, chegamos a Sol Paragliders, empresa sediada na cidade vizinha Jaraguá do Sul e é referência mundial na produção de parapentes. Apresentamos nosso projeto a Sol e esta não hesitou em nos apoiar. Então começaram os treinamentos, primeiro de parapente ou vôo livre, que seria uma boa alternativa para pegarmos prática com a vela/ asa.

Sol Paragliders

Quando sobrava um tempinho durante a semana, Roy se dirigia a Jaraguá do Sul, Pomerode e Rio dos Cedros para as primeiras aulas. A Michelle, que ainda trabalhava como arquiteta, ficava mais limitada aos finais de semana. Quem nos auxiliou nessa etapa foi o Andy Moreira, nosso instrutor de parapente. Andy nos acompanhou desde as primeiras inflagens em solo, as dezenas de vôos do barranquinho de 30m, até os primeiros passos rumo ao céu.

Vela dominada, agora era hora de aprender a voar o paramotor. Por indicação da própria Sol, chegamos à Escola Brasileira de Paramotor, do instrutor e atleta de vôo Lu Marini. Passamos uma semana com ele em Santos – SP. Como já tínhamos alguma experiência com a vela, foi mais tranquilo e rápido. Com a vela inflada na cabeça, era só acelerar e tirar os pés do chão. Não foi assim tão fácil, mas conseguimos, nós dois decolamos para o visual incrível da praia interminável de Itanhaém.

EBPM

Um ano depois daquele programa na TV, onde tivemos conhecimento da existência do paramotor, voltamos a Adventure Sports Fair 2014, reencontramos o Heitor e pudemos compartilhar a alegria de já estarmos voando. Um ano foi tempo suficiente para tirarmos o sonho de nossas cabeças e o tornarmos realidade. Vale a pena correr atrás do que queremos.

O parapente nos dará muitas possibilidades de vôo em rampas que encontrarmos pelo caminho e será a oportunidade de voarmos nós dois juntos. Já o paramotor ampliará essas possibilidades de vôo, pois poderemos decolar de qualquer lugar, sem depender de rampas de decolagem. Mas por uma questão de espaço em nosso carro, poderemos levar apenas um motor. Enquanto um curte o visual lá de cima, o outro dará suporte em terra.

Nossos sinceros agradecimentos vão a quem nos apoiou, incentivou e nos ensinou a voar:

Sol Paragliders – www.solparagliders.com.br

Escola Raios do Sol – www.raiosdosol.esp.br

Escola Brasileira de Paramotor – www.ebpm.esp.br

Venham conosco e viagem também o Mundo por Ar!

Vídeo de nossos primeiros treinamentos:

Algumas imagens de todos os passos de nosso treinamento:

Deixe o seu comentário

Seu email não será publicado ou partilhado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

*
*



Sem comentários. Seja o primeiro!

Patrocinador

Apoiadores

Victória Motor Homes
Xthor
Sol Paragliders

2018 © Mundo por Terra

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services