1.197 dias pelo mundo

15 de março de 2021

Onde passamos esses 1.197 dias em nossa segunda viagem de volta ao mundo?

Quando divulgamos oficialmente a partida para nossa segunda volta ao mundo de carro, lançamos a campanha “O que você faria em 900 dias?”, pois esse era o tempo que planejamos viajar – dois anos e meio. Mas ao longo da viagem, imprevistos foram acontecendo, os planos foram sendo mudados e voltamos para casa apenas depois de 1.197 dias, o que equivale a três anos e quatro meses na estrada.

A data da chegada, dia 25 de novembro de 2017, foi definida por um evento que nos comprometemos a participar: o V Encontro Catarinense de Escritores em Joinville – SC. Nele, junto com outros palestrantes de renome, como Amyr Klink, proferimos uma palestra compartilhando nossas experiências como escritores. De Joinville foram apenas 60km até chegarmos em São Bento do Sul, o marco zero de nossa viagem onde mais uma volta ao mundo se completava.

Listamos abaixo quantos dias passamos em cada país e continente:

*América do Sul | 7 meses              

Brasil – 61 dias

Bolívia – 38 dias

Peru – 28 dias

Equador – 18 dias

Colômbia – 44 dias

Uruguai – 21 dias

 

*América Central | 2,5 meses

Panamá – 29 dias

Costa Rica – 10 dias

Nicarágua – 11 dias

Honduras – 5 dias

Guatemala – 13 dias

Belize – 4 dias

 

*América do Norte | 9 meses

México – 26 dias

Estados Unidos – 181 dias

Canadá – 57 dias

 

*Ásia | 13,5 meses

Coréia do Sul – 9 dias

Rússia – 133 dias

Mongólia – 66 dias

China – 32 dias

Cazaquistão – 41 dias

Quirguistão – 29 dias

Tajiquistão – 18 dias

Afeganistão – 15 dias

Uzbequistão – 14 dias

Geórgia – 24 dias

Azerbaijão – 7 dias

Armênia – 7 dias

Turquia – 15 dias

*Europa | 8 meses

Bulgária – 12 dias

Macedônia – 5 dias

Grécia – 19 dias

Albânia – 6 dias

Montenegro – 7 dias

Bósnia e Herzegovina – 5 dias

Croácia – 6 dias

Eslovênia – 6 dias

Sérvia – 5 dias

Romênia – 10 dias

Hungria – 6 dias

Eslováquia – 7 dias

Áustria – 11 dias

República Checa – 4 dias

Alemanha – 7 dias

Polônia – 11 dias

Ucrânia – 20 dias

Bielorrússia – 6 dias

Finlândia – 20 dias

Noruega – 30 dias

Suécia – 13 dias

Dinamarca – 6 dias

Países Baixos – 19 dias

 

CURIOSIDADES:

O país que mais tempo ficamos foi os Estados Unidos. Foram 6 meses nas terras do Tio Sam. Depois veio a Rússia, onde permanecemos 4,5 meses.

Belize e República Checa foram os países em que menos tempo ficamos – apenas 4 dias. Depois, com 5 dias de estada, listamos: Honduras, Macedônia, Bósnia e Herzegovina e Sérvia.

Em media ficamos 23,47 dias em cada país (1.197 dias/ 51 países).

Além de termos um tempo de permanência máximo ditado pelo visto, uma série de outros fatores determinavam quantos dias destinávamos para cada país, como a quantidade de lugares interessantes para se conhecer, o tamanho do país (cruzamos os cinco maiores países do mundo nessa viagem), o clima, etc. Também houve questões peculiares, como as que descrevemos abaixo:

  • Na primeira volta ao mundo passamos apenas de raspão na Bolívia, já que tínhamos uma data marcada para despachar nosso carro da América do Sul para a Oceania. Nessa segunda viagem, por isso, dedicamos 38 dias, dividindo o tempo entre o Chaco, o Altiplano e a Amazônia boliviana.
  • A América Central e o México (país pertencente a América do Norte) foram sacrificados por um compromisso nos Estados Unidos. Tratava-se da Overland Expo, uma feira de viajantes de carro como nós, onde haveriam palestras, venda de equipamentos, confraternizações, etc… No México, como citamos, ficamos apenas 26 dias, mas nesse país há atrações para se passar dois meses ou mais, sem se cansar.
  • No Leste Europeu em geral ficamos poucos dias em cada país e isso aconteceu especialmente pela limitação de tempo legal, oriundo do visto Schengen.
  • No Canadá não ficamos muito tempo devido ao inverno que se aproximava e junto com ele, trazia um tempo acinzentado e nebuloso.
  • Nossa ida ao Extremo Oriente Russo tinha de ser no inverno, pois era essa a estação do ano em que os rios, que congelam, transformam-se em estradas. E para alcançar o nosso grande objetivo da Latitude 70 na Rússia, rodamos cerca de 900 quilômetros sobre o gelo. Nessa primeira passagem pela Rússia, permanecemos 89 dias da estação mais fria do ano, na localidade mais fria do mundo onde vivem pessoas.
  • Poderíamos ter ficado 90 dias na Rússia nessa primeira passagem, mas optamos por ser prudentes ao sair um dia antes do visto vencer, tudo para não haver alguma má interpretação por parte dos agentes aduaneiros e correr o risco de ter problemas.
  • Para a China tínhamos 30 dias de visto. Marcamos nosso retorno exatamente no trigésimo dia de nossa estada por lá. Porem, devido ao baixo quórum em um voo de volta para a Mongólia (para a China não fomos de carro), este foi remarcado, obrigando-nos a extrapolar em um dia o nosso visto. Essa situação foi resolvida pela própria companhia aérea, a culpada pelo nosso atraso.
  • A parte da viagem que compreendia a Mongólia e China foi delimitada pelo nosso visto da Rússia. Explicamos melhor: um brasileiro pode viajar na Rússia por 90 dias ininterruptos ou 90 dias em um período de 180. Em nosso caso, como permanecemos perto de 90 dias na primeira passada por lá, teríamos que ficar fora do país por pelo menos outros 90 dias. Assim aquele período de 180 dias venceria e nós ganharíamos mais 90 dias de visto para aquele país. Como não há muitas possibilidades para se sair da Mongólia e China quando se está com o próprio carro, que não seja a Rússia, tivemos que fazer essa manobra para seguir viagem, ou seja, destinamos pelo mínimo 90 dias para esses dois países.
  • No Tadjiquistão ficamos no total 18 dias. Mas quando emitimos o visto, tivemos que nos atentar em solicitar um visto com duas entradas. É que de Khorog, uma cidade situada nas montanhas tadjiques, saímos para o Afeganistão por 16 dias. Com o visto de dupla entrada, pudemos retornar ao Tadjiquistão para prosseguir viagem. O tempo de estada no Afeganistão contava como dias corridos no visto do Tadjiquistão.

Veja também:

–  1.033 dias pelo mundo (curiosidades de nossa primeira volta ao mundo)

Vistos – Volta ao Mundo 1

Vistos – Volta ao Mundo 2

Deixe o seu comentário

Seu email não será publicado ou partilhado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

*
*



Sem comentários. Seja o primeiro!

<

Patrocinador

Xthor

2020 © Mundo por Terra

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services