Os 5 lugares mais frios

10 de maio de 2013

Nosso itinerário era muito influenciado pelas estações do ano. Geralmente estávamos em busca do verão para poder aproveitar ao máximo os lugares por onde passávamos. Mas nem sempre, numa expedição tão longa como a nossa, era possível estar no lugar certo, na estação certa. Acabamos pegando bastante frio em alguns lugares. Noutros, o frio era mesmo inevitável, já que situam-se a milhares de metros acima do nível do mar.

 

Os 5 lugares mais frios:

 

– WANAKA – NOVA ZELANDIA

A rodovia que vai de Wanaka até Queenstown é a rodovia em maior altitude da Nova Zelândia com seu ponto mais alto, o The Crown Range Summit, em 1.076m acima do nível do mar. O clima não estava nada bom: chuva, muito frio e por consequência neve. Às vezes, durante o trajeto, surgia um pequeno buraco entre as nuvens e pelo que deu para perceber, esta região possui belas paisagens.

 

– PARQUE NACIONAL ALPINE – AUSTRALIA

É a região montanhosa mais alta do país, no sudeste australiano. Fomos em busca do nosso último friozinho, porém pegamos um friozão danado! Cruzamos o Alpine National Park, por uma estradinha de cascalho muito gostosa de viajar e havia muita neve no caminho, cerca de 30cm na estrada. A floresta dos verdes eucaliptos era uma imensidão branca, onde o Lobo ficava totalmente camuflado na paisagem. Foi nessa paisagem que tivemos os primeiros encontros com os cangurus.

 

– CIRCUITO ANNAPURNAS – NEPAL

Caminhamos 220km, durante 15 dias nas montanhas do Himalaia rodeados por montanhas de mais de oito mil metros. Nos 10 primeiros dias nosso desafio era cruzar o Passe Thoronga La a 5.416m acima do nível do mar. Quanto mais subíamos, mais frio encontrávamos e nos últimos acampamentos antes do passe, era até difícil dormir a noite.

 

– MONTANHAS SIMIEN – ETIOPIA

É  até difícil de acreditar, mas sim, pegamos neve na Etiópioa. As Montanhas Simien é lugar onde se encontram os picos mais altos deste país (acima de 4.500 metros). Pegamos neve em uma caminhada rumo ao segundo pico mais alto. Como definitivamente não estávamos preparados para o frio e a chuva, tivemos que abortar a subida e assim, proteger nossa principal arma de fogo, a máquina fotográfica.

 

– LA PLAGNE – FRANÇA

Nossa segunda entrada pela França foi com o objetivo de visitar um amigo, que trabalha no cinema da estação de ski La Plagne. Nos intervalos dos filmes, uns para o público e outros particulares para nós, visitamos grande parte do complexo da estação de esqui, que por sinal é muito bem planejada para receber os milhares de turistas. Em pleno verão europeu, porém acima dos 2.000m de altitude, o tempo mudou e tivemos que enfrentar um frio danado, com direito a muita neve à noite. No dia seguinte, com uma paisagem predominantemente branca, saímos em busca de uma raridade dos Alpes: o Edelweiss.

 

 

Deixe o seu comentário

Seu email não será publicado ou partilhado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

*
*



2 comentários. Confira:

  • Ver estas fotos, que são lindas, e ler um pouco mais sobre esta viagem é algo mágico…Fico aqui imaginando a emoção que vcs tiveram pela descoberta de cada pedaço de chão!
    Parabéns Roy e Michelle, vcs são exemplos de que a vida deve ser literalmente paginada…

    Luciano Faraco Siqueira-
  • Olá, Roy e Michelle. Vi a exposição de vocês no Continente Park Shopping em Floripa, e me encantei tanto que acabei comprando o livro! Tenho que dizer que, lendo os relatos, é como se estivéssemos vivendo tudo aquilo junto com vocês, e vocês passassem a fazer parte de nossa família. Meu noivo e eu gostamos tanto que estamos preparando uma viagem pela América do Sul. Parabéns pelo espírito livre e pela coragem de seguir seus sonhos! Abraço fraterno. Liz e Chris

    Liz

Patrocinador

Apoiadores

Victória Motor Homes
Xthor
Sol Paragliders

2018 © Mundo por Terra

www.scriptsell.netLargest Online Shopping and Fashion Network